Sua fé não vai naufragar

Sexto dia da campanha de “7 Semanas da Ressurreição”, com uma palavra abençoada, trazida pelo Pr. Leonardo Cardoso. Habilitado por nosso líder, Pastor Samuel Ferreira, a ministrar no púlpito da AD Brás, uma vez que o Presidente da CONAMAD estava em trabalhos nacionais, no interior do Rio de Janeiro. Após os hinos da Harpa Cristã e da apresentação do coral “Sal da Terra”, o coral do departamento infantil da igreja, o Pr. Leonardo Cardoso ministrou sobre o texto de II Timóteo 2:17-18 e I Timóteo 1:18-19.

“E a palavra desses roerá como gangrena; entre os quais são Himeneu e Fileto; Os quais se desviaram da verdade, dizendo que a ressurreição era já feita, e perverteram a fé de alguns. Este mandamento te dou, meu filho Timóteo, que, segundo as profecias que houve acerca de ti, milites por elas boa milícia; Conservando a fé, e a boa consciência, a qual alguns, rejeitando, fizeram naufrágio na fé.”

“Não irei me demorar, quero dizer que o Apóstolo Paulo está denunciando aqui alguns nomes, para conhecimento do jovem Pastor Timóteo. Ele faz menção dos nomes de Himeneu e Fileto e ele faz isso por algumas razões, por exemplo, nos é revelado que eles assumiram uma postura contrária aquilo que estava sendo ensinado aquela igreja pelo seu Pastor e o versículo revela que estes se desviaram. Veja que não foi um esfriamento, mas um desvio causado pelo ensino de inverdades.”

“Himeneu e Fileto foram bênção um dia eles passaram a ser um problema para a igreja e o Apóstolo Paulo diz que a palavra que eles estavam lançando estava causando uma gangrena na igreja. Ora, quando parte de um corpo está necrosando, gangrenando, significa que está podre. Torna-se uma parte morta num organismo vivo. Ora, somente a palavra verdadeira, que vem de Jesus pode trazer a ressurreição aquilo que está morto.”

“Assim como havia uma palavra que trouxe morte, como as áreas da vida de algumas pessoas, eu quero declarar que hoje você sai daqui carregado de palavras de vida, ponha a mão sobre os seus lábios e profetize que seus lábios, em casa também vão dizer palavras que irão gerar vida.”

“Entenda isso pois é importante: Há poder nas suas palavras. Himeneu naufragou na fé. Para alegorizarmos isso, vamos entender, que quando o marinheiro está em risco de naufrágio, o que está na embarcação que não é de tamanha importância, é lançado em alto mar primeiro, este é um princípio. Isto é para dar mais flutuabilidade a embarcação. Mas na navegação de sua vida cristã Himeneu lançou em alto mar o que nunca poderia, ele rejeitou a fé.”

“Se você fizer isso, seu ministério, seus sonhos, podem também naufragar. Se você nas tempestade abrir mão da vida e da intimidade com Deus, tudo estará perdido. Para terminar, ele abrindo mão da fé e da boa consciência, naufragou. Outro princípio, outra coisa que pode levar o navio ao naufrágio? A perda da direção. Sim, mesmo naquele imenso mar, gigantesco. Olha o Titanic. Você acha que foi a pedra de gelo que o naufragou?”

“Isso começou antes: Na perda da direção, não sabiam para onde estavam indo. Deus vai revelar o norte da sua vida nesta noite. Receba aí, hoje você sai com os teus projetos dirigidos e guiados pelo GPS de Deus, não vai afundar, não vai. Tem direção divina para a sua vida. Ele está assumindo o controle hoje, hoje. Mais importante do que a velocidade é a direção certa.”

“Último princípio que eu vou falar que faz sua vida correr risco de naufrágio. Quando se brinca com o tempo, também se corre risco de naufrágio. O navio não afunda de uma hora pra outra, mas quando não damos a atenção devida, ela pode ser fatal. Tenha atenção com as áreas da sua vida que correm risco. Se posicione diante de Deus, porque ele não tem prazer em naufrágios na sua vida. Seja feliz, viva navegando com a direção de Deus e seja abençoado, em nome de Jesus.”

Neste domingo, o Pastor Samuel Ferreira, a Pastora Keila Ferreira e a Evangelista Marinna Ferreira, esperam por você.

Autor: Comunicação AD Brás

Administração do Portal e das Mídias Sociais da Assembleia de Deus no Brás

Compartilhe Este Artigo

Envie um Comentário