A igreja é o povo mais feliz do mundo

A vitória não é apenas nossa expectativa, mas nossa certeza inabalável. O último capítulo da nossa vida já foi escrito. O nosso futuro não é incerto. Não caminhamos para um novo horizonte desconhecido. Não estamos cercados de nevoeiro denso. A vida do justo é como a luz da aurora que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito. Caminhamos não para um ocaso incerto, mas para um final feliz e vitorioso. O melhor não ficou no passado, mas está pela frente. A cena final da nossa vida neste planeta será de um esplendor indescritível. Será uma cena arrebatadora, apoteótica, como jamais foi vista na terra. Seremos transofrmados e arrebatados para encontrar o Senhor Jesus Cristo nos ares. Teremos um corpo de glória e reinaremos com Cristo para sempre. As primeiras coisas terão passado. Então, não haverá mais dor, nem pranto, nem morte.

Agora, pisamos estradas juncadas de espinhos. Agora passamos por vales escuros. No caminho rumo à glória há rios caudalosos, pinguelas estreitas, desertos inóspitos e fornalhas acesas. Há perigos que nos ameaçam, inimigos que nos espreitam, fraquezas que nos assolam, mas o Senhor nos livra de todas as nossas tribulações. Quando nossas forças acabam, ele nos carrega no colo. Quando os nossos olhos se afogam em lágrimas copiosas, ele nos consola.

Quando os nossos pés resvalam, ele nos coloca de pé. Ele jamais nos deixa sozinhos nem nos desampara. Vamos indo de força em força, de fé em fé, sendo transformados de glória em glória. Nossos olhos não podem se desviar pelos encantos da grande Babilônia, o sistema de valores que governam o mundo. Este mundo com seus encantos e atrações passará. Só aquele que faz a vontade do Senhor permanecerá para sempre. Contemplamos uma cidade eterna, feita não por mãos humanas, onde nada contaminado entrará por suas portas. Estamos a caminho da glória eterna. Nossa herança é incorruptível. Nossas riquezas são permanentes. Nossa recompensa não é aqui. Marchamos para o nosso verdadeiro lar, a nossa Pátria Celestial, onde, transformados e glorificados, receberemos a coroa da vida, a posse da herança, a bem-aventurança eterna.

A vitória será completa, pois aquele que nos amou e por seu sangue nos libertou dos nossos pecados, nos constituiu reis e sacerdotes. Temos a coroa e a mitra. Temos livre acesso à sala do trono. O próprio Cordeiro de Deus será o santuário na Jerusalém celestial. Nós adoraremos o Rei dos reis pelos séculos dos séculos. Jamais nos cansaremos de juntar nossas vozes aos anjos celestiais para dar ao Noivo da Igreja, Jesus, o rei da glória, todo o louvor. Depositaremos aos seus pés as nossas coroas. Deleitar-nos-emos nele para sempre. Nossa alegria será completa. As marcas de dor que suportamos nesta vida jamais serão lembradas. Adentraremos os  umbrais da glória e participaremos da festa das bodas do Cordeiro. Esta festa será eterna. Ali não entrará tristeza. Toda a nossa atenção estará voltada para dar glória ao Cordeiro que é digno. O trono de Deus estará no centro desta igreja glorificada. Nela estará a glória de Deus. Ela vai brilhar com pedra de jaspe luzente.

O mundo sem Deus busca um prazer falso, uma alegria efêmera e vazia. Mas aqueles que são transformados pelo poder de Deus e fazem parte da família de Deus conhecem a verdadeira felicidade. Já desfrutam aqui o antegozo da glória pois já receberam aqui o penhor do Espírito. Mas, quando as cortinas desta história se fecharem, quando o Filho do Homem voltar triunfantemente, com poder e muita glória, para buscar a sua noiva, então, experimentaremos em sua plenitude a alegria indizível, a recompensa inefável que ele preparou para nós. Alegremo-nos nele e sejamos fiéis Àquele que deu a sua vida por nós para vivermos para ele eternamente.

Seu Pastor, Samuel Ferreira.

Autor: Pastor Samuel Ferreira

Presidente Executivo da CONAMAD, Presidente da CONEMAD-SP e Presidente Vitalício e Pastor da AD Brás!! #NaçãoMadureira

Compartilhe Este Artigo

Envie um Comentário