CORAFESP 2016 começa com tudo

O primeiro dia do congresso do CORAFESP (Congresso de Oração e Ação Feminino do Estado de São Paulo), teve seu início na manhã desta sexta-feira e já teve mover abençoado de Deus e pessoas voltando para os caminhos do Senhor e o aceitando como seu único e suficiente Salvador.

A Pastora Keila Ferreira ministrou uma saudação e sobre o Salmos 133:

Oh! quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união. É como o óleo precioso sobre a cabeça, que desce sobre a barba, a barba de Arão, e que desce à orla das suas vestes. Como o orvalho de Hermom, e como o que desce sobre os montes de Sião, porque ali o Senhor ordena a bênção e a vida para sempre.

“O trabalho que vocês têm realizado nas congregações e sub congregações é a confirmação deste salmo nas nossas vidas, é por isso que este congresso será uma benção”. Em seguida, a Pastora apresentou as regionais e as congregações. Com alegria uma a uma as irmãs foram se apresentando e as comissões da frente jovem, cada uma correspondente às suas igrejas foram se apresentando.

Linda também a organização e os hinos entoados até aqui, iniciando-se com a Harpa Cristã, da nossa orquestra AD Brás, que estará durante todos os períodos do Congresso, juntamente com o nosso coral de regentes da CORAFESP.

Em seguida, o Pastor Samuel é recebido com imenso carinho e dirige-se à Pastora Keila e às congressistas. “Vocês são uma bênção, a Pastora Keila estará com vocês em todo o período do congresso, estarei passando aqui de vez em quando, mas quero deixar vocês a vontade para adorar a Deus. Deus levanta as pessoas no seu tempo e a minha maior alegria é ver obreiros sendo formados por mim e pela Pastora Keila. Esta é a realização do nosso ministério.”

Logo após, houve mais um momento de louvor ao Senhor, desta vez com a irmã Vanilda Bordieri, junto com a Frente Jovem CORAFESP.

“Milagre, viverei milagre, porque só Tu és, o Deus de Milagre” – dizia a letra de um dos hinos. Muita presença de Deus neste congresso, a glória do Senhor já encheu a igreja, com línguas estranhas, emoção, profecias, Deus está derramando de Sua glória sobre a Igreja do Brás. Em seguida o Coral do CORAFESP cantou ao Senhor e depois chegou o momento da palavra de Deus, a Pastora Keila anunciou a preletora da manhã, a Pra. Helena Raquel.

Ela ministrou o Salmos 3:

“Senhor, como se têm multiplicado os meus adversários! São muitos os que se levantam contra mim. Muitos dizem da minha alma: Não há salvação para ele em Deus. (Selá.). Porém tu, Senhor, és um escudo para mim, a minha glória, e o que exalta a minha cabeça. Com a minha voz clamei ao Senhor, e ouviu-me desde o seu santo monte. (Selá.) Eu me deitei e dormi; acordei, porque o Senhor me sustentou. Não temerei dez milhares de pessoas que se puseram contra mim e me cercam. Levanta-te, Senhor; salva-me, Deus meu; pois feriste a todos os meus inimigos nos queixos; quebraste os dentes aos ímpios. A salvação vem do Senhor; sobre o teu povo seja a tua bênção. (Selá.)”

“Eu amo os salmos e eu tenho certeza de que este sentimento não é só meu. Eles falam muito conosco. Eles possuem uma formatação poética, mas são completamente humanos, e às vezes parece que o Senhor está falando de nós, outras de pessoas que conhecemos. Um salmo para cada dia, um salmo para cada esperança, um salmo para cada dor. Porque eu quero falar deste salmo? Pois é o primeiro de autoria de Davi, registrado na bíblia. E em sua estréia, ele fala de algo que está vivendo. Pregando, cantando o que vive. Este é o Salmo 3. Como se dissesse: ‘Deus, estou acostumado com urso, leão, gigante, rei louco, mas agora é o meu filho que se levanta contra mim’ – O sentimento dele é de perplexidade.”

“Tem gente aqui que a água subiu tanto que já passou do tornozelo, chegou na cama, na mesa. O problema se abateu em lugares da tua vida que você dizia: Aqui nunca chegará. Davi estava passando por isso, mas tenha calma. O salmo só está começando mas ele não vai terminar assim, canta a tua dor, canta a tua angústia, canta a tua aflição, mas segura firme porque a última estrofe deste salmo será de vitória, em nome de Jesus.”

“Absalão, matou seu irmão Amnom porque ele abusou de Tamar, ele sentiu-se na condição de pai de defender sua irmã, mas fez isso do jeito errado. Saiu fugido de lá e foi aconselhar-se com o avô materno. Uma pessoa cujo nome tem como principal significado ‘separar’. Entenda, quando você tiver um problema, procure a pessoa certa para te ajudar. Gente doente não pode se curada por gente doente.”

“Ele levantou-se contra Davi, seu pai, queria destituí-lo da condição de rei, foi inflamado pelo seu avô. Buscou perseguir seu pai e afligi-lo. Davi olha para Deus e diz, Senhor, o povo pensa que eu posso protegê-los, seu escudo, mas é o Senhor que é meu escudo, o Senhor é a pedra em que me seguro, minha fortaleza onde me abrigo. Davi, no original, está dizendo: ‘Sempre que clamei ao Senhor, Ele me respondeu’ – Se você tem ao me os uma oração respondida pelo Senhor me responda: Tá com medo por que? Quer pedir transferência de onde está por que? Quer pedir demissão por que? Olha para o teu inimigo e mostre o tamanho do seu Deus.”

“As vezes você precisa parar um pouco, a situação te obriga, você chega na igreja, pede pra outro dirigir o culto, outro pregar. Os salmos sao musicas, tem pausas entre suas estrofes. Uma pausa profunda, um interlúdio, tão forte que nem os instrumentos são ouvidos, mas escute: é uma pausa, não é o final. Você vai cantar sim, vai voltar a cantar sim, vai profetizar de novo sim, abre a boca 0porque o hino continua.”

“Davi disse: ‘Eu deitei e dormi’ – Tão falando mal de mim, mas deitei, tão apostando na minha derrota, mas deitei, me deixaram no meio do fogo, mas deitei. O sustento de Deus não termina com a maioridade, como muitas vezes é conosco quando saímos da casa do Pai e da Mãe. Ele te sustentou ontem, te sustenta hoje, vai te sustentar amanhã, continua sorrindo, porque ele está dizendo: ‘Eu vou sustentar voce'”

“O teu inimigo pode ter cara de leão, pode ter juba de leão, pode ter o rugido de um leão, mas quando ele abrir a boca perto de você para te morder, não terá um só dente em sua boca. Sim ele pode dar patada, pode dar trabalho? Ate pode, mas a possibilidade dele te morder e te engolir já está bloqueada pelo poder que há no nome de Jesus.”

Venha para o congresso ou assista-o aqui mesmo na página do Culto ao Vivo em nosso Portal.

Autor: Comunicação AD Brás

Administração do Portal e das Mídias Sociais da Assembleia de Deus no Brás

Compartilhe Este Artigo

Envie um Comentário