Você seria membro da igreja de Jesus?

Domingo de mais um dia de campanha aqui no templo sede das Assembleias de Deus Ministério de Madureira no Estado de São Paulo, a nossa AD Brás, aqui na Av. Celso Garcia, 560.

Desde as 16h quando as pessoas começaram a chegar no templo, passando pelo período de oração, o frio característico de São Paulo foi agrupando as pessoas, tornando o papo mais aconchegante e a expectativa por um culto quente, cheio da presença de Deus sendo aumentada.

Já no momento da pregação da palavra de Deus, todas as dependências do templo estavam tomadas, inclusive as laterais da nave. Um povo com sede de buscar a presença de Deus. Aliás, foi exatamente sobre uma presença de Jesus de forma inusitada, que o Pastor Samuel Ferreira, ministrou.

O texto-base da mensagem foi um salmo, o de número 16, verso 5:

“O Senhor é a porção da minha herança e do meu cálice; tu sustentas a minha sorte.”

“Eu fiz a leitura isolada deste texto, porque não é dele que eu vou falar. Eu pensei comigo mesmo, tempos atrás: temos em São Paulo, templos maravilhosos, como por exemplo a nossa igreja aqui no Brás, temos também o templo de Salomão logo aí na frente, temos também o templo da igreja do Belém a poucas quadras daqui. E é assim, você tem igrejas únicas e especiais, tanto aqui na nossa cidade como por todo o Brasil.”

“Agora veja: imagine se em uma dessas igrejas, um belo dia, Jesus viesse pessoalmente e dissesse: ‘Vou eu pessoalmente, em carne e osso, pastorear esta Igreja, todos os trabalhos que existem, em todos os cultos eu estarei’. Se isso acontecesse, te confesso que eu iria por um mês, para onde quer que ele estivesse. Eu estudaria para ver o que ele estava fazendo, enquanto ele não vem nos buscar. Mas pensando nisso, avaliando todo esse cenário, a conclusão que cheguei, foi a seguinte: Eu não seria membro da igreja dele. ‘O Senhor é doido?’ – você pode pensar. Vamos ver se você dá conta então de não ser doido.”

“Veja, vou te explicar: na hora da oferta, ele publicamente pegaria cada um dos envelopes, ou se além dos envelopes fossem usadas as máquinas de cartão, ele pediria o recibo destas e confrontaria a sua oferta e o seu dízimo, com a sua verdade. A verdade irrefutável de alguém que sabe tudo sobre a sua vida. Será que você seria membro desta igreja? Ele te colocaria em cima do púlpito, avaliaria a sua situação e o que você trouxe diante do altar. Não sendo a verdade, ele falaria, para todos ouvirem. Imagine-o expulsando os conversadores, fofoqueiros, os que só mexem no celular. Você ficaria?”

“Hoje nós temos um cuidado muito grande, no que falamos, para não ofender as pessoas. Eu me policio 24 horas por dia para não falar algo que possa alguém considerar ofensivo, pois a pessoa pode me processar. Agora, Jesus se preocupava com isso? Você ficaria na igreja dele se ele, ao expulsar um demônio, fizesse o demônio dizer por qual problema entrou na vida da pessoa? Imagine ele contando o seu problema, no púlpito. Ou fazer você perdoar a pessoa que mais te apurrinha, te persegue, te perturba e te lembrando ‘São 70 x 7’.”

“Imagine agora um detector de pecados nas portas da igreja de Jesus, apitando quando você passa. Te expondo para todos os que já entraram ou para quem está passando por ali, que você pecou. Imagine você irmã, que cumprimenta uma outra irmã de ministério e logo depois, achega-se para outra com caras e bocas e fala mal dela esta outra. Responda sinceramente para você mesmo, você seria da igreja de Jesus?”

“A questão, é que Jesus sabe exatamente quem é você. Ele não está procurando alguém perfeito, porque ele sabe que você não é, eu não sou. Não somos infalíveis e Jesus sabe disso. Esta mensagem, eu prego primeiro para mim, para que eu reveja os meus conceitos e pense, se eu consigo passar, mais tempo na presença de Jesus. Tudo o que Deus quer, é saber se você deseja continuar a melhorar, a buscá-lo, a se abrigar debaixo das asas Dele. A ser completamente dependente Dele. Pense nisso.”

Nesta terça, Deus tem mais para a sua vida. Venha para a AD Brás.

Autor: Comunicação AD Brás

Administração do Portal e das Mídias Sociais da Assembleia de Deus no Brás

Compartilhe Este Artigo

Envie um Comentário